"O fracasso é uma excelente oportunidade para o sucesso". (Autor desconhecido)

Você não imagina o quanto a sua visita nos alegra. Não sei se veio por interesse, por curiosidade ou por acaso, mas o que importa mesmo é que você está aqui. Agradecemos e desejamos a sua visita com frequência. Dê um passeio por nosso blog e veja o que temos para você. Depois compartilhe a sua opinião e sugestão para a melhoria do nosso trabalho.

domingo, 17 de abril de 2011

Poema: MINHA TERRA TEM DE TUDO (NENEN ESTEVAM)









Minha terra tem de tudo

Minha terra tem fazenda
Que dá gosto de se ver
Tem cavalo de corrida,
Tem galinha pra vender,
Tem porco, gado e ovelha.
Tem também mel de abelha
Que é pra gente comer.

Tem cachorro perigoso
Para pegar o ladrão,
Tem boi de capinadeira
Que chega para rasgar o chão,
Tem pássaros cantando,
Tem andorinha voando
Urubu e gavião.

Tem o galo cantador
Meia noite no poleiro
Tem o cabrito berrando
E pulando lá no chiqueiro,
Tem vaca e novilha magra,
Tem o bode, tem a cabra
Comendo no tabuleiro.

“Minha terra tem palmeira
“Onde canta o sabiá”.
Tem açude, tem os rios.
Dá gosto a gente olhar.
Quando a terra está molhada.
Tem a viola afinada
Dois violeiros a cantar!

Tem forró e cantoria,
Tem sanfoneiro e cantor,
Tem vaquejada no parque,
Tem vaqueiro aboiador,
Teve corrida de argolinha
Aqui na caiçarinha
Esse tempo já passou.




Tem campo de futebol
Carro, moto e avião.
Tem carroça e bicicleta,
Camionete e Caminhão.
Tem amizade e intriga.
As vezes tem até briga
De bêbados bolando no chão.

Tem casal e casamento.
Teve festa a noite inteira.
Tem a mulher ciumenta,
Tem moça namoradeira,
Tem menino, tem menina
Dos que tem pernas fina
Quando lutam capoeira.

Quando tem um bom inverno
Aqui no nosso sertão,
Tem água na cachoeira
Tem relâmpago, tem trovão,
Tem enchente no riacho..
Tem também cabra macho
Com a inchada na mão.

Tem uma roça completa
De milho, arroz e feijão.
Tem lá a cobra coral,
Tiú e camaleão.
Tem lagarta queimadeira,
Urtiga que dá coceira,
Pra quem anda de calção.

Lá quando o rio está cheio
Se vê os peixes nadando
As tartarugas e os sapos
A correnteza levando
Tem as mata brasileira
Tem planície, tem ladeira
Tem o sabiá cantando.

Meu nordeste tem de tudo
Como pode você ver!
Tem sol quente, lua clara,
Tem sofrimento e lazer.
Tem casebre abandonado.
Só não tem ladrão armado
Fazendo a gente correr.
(NENEN ESTEVAM)

Um comentário:

  1. os poemas ficaram otimas eu e minha mae adoramos
    Eu adorei a do dia do indio...

    ResponderExcluir